de volta

DEUS
DEU$
DEU$
DEU$
DEU$

hoje eu fui meu amor
voei pelo sol num tigre bengala exibindo longos cabelos de gelo
hoje eu fui meu pai
e esperneei-me com a cabeça enterrada num bolo de casamento de três andares
hoje eu fui meu avô
e exibi gambiarras em body piercings
hoje eu fui meu irmão
sorri com duzentas bocas espalhadas pelo corpo
hoje eu fui meu patrão
construí para mim uma jaula com pêlos pubianos
hoje eu fui meu diretor
comi gravuras pintadas com óleo sobre tela
hoje eu fui meu filho
e nasci a cada soluço
hoje eu fui meu psicólogo
passeei de carro importado ao som de uma pisadinha
hoje eu fui meu aluno
virei-me pelo avesso pelos orifícios do corpo
hoje eu fui meu amigo
contei até morrer em ordem decrescente números em espanhol
hoje eu fui meu sobrinho
e bebi espuma de xampu para arrotar bolinhas coloridas
hoje eu fui meu deus
e bebi água de coco que escorria dos olhos
hoje eu fui meu sonho
dormi numa cama de fogo
hoje eu fui meu vizinho
assobiei uma música eletrônica
hoje eu fui meu primo
e pesquei canções de ninar de todas as tias 
hoje eu fui meu predileto
e brinquei com a sombra da minha coceira
hoje eu fui meu funcionário
e mostrei-me punhados de larvas extraídos do magma
hoje eu fui meu produtor
e banhei-me com café e silício
hoje eu fui meu fã
e construí uma esfinge
hoje eu fui meu estranho
e não acreditei nas urgências da felicidade
hoje eu fui meu mecenas
e depositei afetos em minha conta bancária 
hoje eu fui meu
e me pedi calma
só hoje
amanhã é outro dia

4 comentários:

Edu O. disse...

Oh pai, assim dói! Muito bom esse texto,meu amigo. Você como sempre continua sendo o pai da madrasta do bisavô de minha madrinha, ne?

clenio disse...

kkkkkkkk pensei nisso sabia? ... saudades de paloma!

Jéssica disse...

adorei esse texto!

clenio disse...

aaahhh que bom que gostou, jéssica. saiba que não foi fácil escrevê lo, foi num dia muito difícil pra mim. mas este é o legal de sermos artistas né? podemos desabafar, expurgar, reciclar nossas impressões da vida. senti me mais leve depois de escrevê-lo. como disse na mensagem acima, escrever estas palavras fez se necessário e estou feliz por ter conseguido, pois às vezes até tentamos, mas elas, as palavras, ficam atravessadas na nossa mente, na nossa garganta, nos nossos rascunhos. bj e volte sempre menina bonita!