curiosidade
risos nervosos
desistência de intérprete
preocupação com os que foram até o fim

nós, o novo trabalho do performer pernambucano gessé rosa, traz esses quatro pilares reforçando sua identidade criativa como coreógrafo,em estréia na campanha de popularização do teatro e da dança de governador valadares (mg).
onde está a dança? bóia esta interrogação sobre as tentativas de encontrar na obra um pouco de conforto.
uma obra do gessé inspirada em hitler e carandiru,dificilmente teria uma movimentação confortável. os intérpretes recebiam os estímulos como corpos que recebem balas de revólver. a movimentação acontece porque tem que acontecer. o medo está presente na interpretação a todo momento.
ainda não posso falar muita coisa, pois assisti ao trabalho pela lente da câmera. tentei ficar na posição passiva e enquadrar todo o palco fazendo um vídeo registro, mas não consegui. os sons das fitas adesivas, da água no aquário, dos berros dos textos, do salto alto, da toalha molhada, soavam como chicotes em meu próprio lombo. e para não ser fortemente atingido como espectador sensível que sou, resolvi dançar com eles.
não percam as próximas exibições.

parabéns rapazes:

nós experimentos
gessé rosa
bruno pimenta
célio martins
maicon martins

arvorar









Arvorar é uma instalação artística que une dança, teatro, artes plásticas, música, vídeo, fotografia e improvisação. Recolhendo materiais orgânicos e inorgânicos que encontramos nas paisagens naturais da cidade criamos imagens que interagem com textos e movimentos, marcas e acasos. As idéias giram em torno das origens, do sagrado, dos mistérios, das profecias, das necessidades naturais, das propriedades dos sentidos, do movimento, das formas de criação, do valor da obra artística e da educação ambiental não formal por meio das Artes Cênicas.
Ao coletarmos os materiais para confecção das obras, criamos o roteiro da apresentação, criando assim mais que uma obra de arte, um diagnóstico cultural. Lata de cerveja, garrafa plástica, saco plástico, preservativos, papel, vasilhas, fraldas, absorventes, pneus, canudos, caneta, tênis,... é incrível a diversidade de materiais que nos remetem às mais diversas reflexões. A criação do movimento parte da locomoção dos performers nas proximidades e em cima das diferentes árvores encontradas. Ao levarmos estes materiais, textos e movimentos para a cena, estabelecemos uma relação extra estética entre o corpo humano e o corpo das árvores. Para enriquecimento estético da instalação, podem ser adicionados sons, imagens de pessoas, animais, objeto e lugares, bem como participação de artistas locais convidados.

Arvorar:1/2008=Campanha de Popularização do Teatro e da Dança – G.Valadares MG.
Arvorar:2/2009=Enartci – Ipatinga MG.
Arvorar:3/2010= Campanha de Popularização do Teatro e da Dança – G.Valadares MG.
Interessado em participar?
Leve o projeto Arvorar:4 para sua escola, cidade, bairro, evento ou instituição.
Necessidades Técnicas:
·        Passagem, hospedagem e translado para três componentes da equipe Arvorar a partir de Governador Valadares MG.
·        Cachê de R$1.500,00 para a equipe Arvorar. (líquido)
·        Espaço para realização de uma oficina de 12 horas divididas em 03 dias com a equipe local da instituição contratante composta de no máximo 20 pessoas. Esta equipe local (alunos da oficina) constitui-se de assistentes que poderão interferir cênica, coreográfica, cenográfica, contextual e dramaturgicamente no trabalho a ser apresentado.
·        Espaço para apresentação (poderá ser o mesmo da oficina).
·        Ferramentas para construção do cenário a partir dos ambientes visitados (pás, enxadas, sacos de lixo, luvas, capacete, serrotes, cola quente, tesoura, barbante, arame, etc.)
·        Transporte de cenário (dos espaços naturais visitados até o espaço cênico e do espaço cênico para o lixo ou para o local de origem.
·        Divulgação.
·        Registros.
·        Certificados.
·        Experimente!!!!!
cleniomagalhaes@gmail.com

samba-canção





°por fernanda melo°

dia muito especial.
casa cheia de pessoas interessantes. rostos emocionados e satisfeitos na platéia.
a vida artística é muito gratificante por contribuir com nosso crescimento como pessoa, por ocuparnos com atitudes que contribuem para a valorização da cultura da nossa cidade, além e principalmente por nos apresentar pessoas maravilhosas.
agradeço muito a participação de cada componente da equipe que tornou real mais uma de minhas idéias.

célio martins - se já era seu fã, depois deste trabalho virei tiete. exemplo de profissionalismo, respeito, disciplina, espírito de equipe, organização, sobriedade, alegria, beleza e talento. guardo com carinho cada minuto dos dias de ensaio que passamos juntos. espero que o espetáulo tenha vida longa como nossa amizade.

maurício mendes - uma companhia perfeita para não deixar que a rotina se torne algo negativo. ele está sempre quebrando nosso silêncio com divertidíssimas piadas funcionando como um "e" que liga todos os componentes da equipe. responsável, atencioso e amigo. obrigado por tudo mau.

tamaki yonekura - deu um show na iluminação do espetáculo, operando com precisão a simplicidade do equipamento do teatro atiaia criando para a obra uma lindíssima atmosfera. rainha das boas idéias, tamaki soluciona num piscar de olho os pequenos problemas cênicos das minhas obras há sete anos. obrigado por tudo.

agradeço também a amanda e bruno pela imprescindível força nos últimos momentos. sílvio zafalão, uma gracinha de pessoa, além de um excelente promoter que faz as melhores festas com sua MPB TRONIC, a mário jorge por seu carinho e ilustre presença na nossa platéia, sérgio fashion pela confiança em apoiar o trabalho e dr. claiber um exemplo humano e profissional. estou muito feliz por ter o apoio de pessoas tão especiais.

com tanta gente boa reunida, samba-canção, só poderia mesmo ser um sucesso.
aguardem as próximas versões...

samba-canção

samba-canção é uma coreografia concebida a partir de pesquisas sobre os relacionamentos conjugais.

em samba-canção dois fictícios personagens solteiros, a fim de fugir da solitária vida dos que moram só, resolvem assistir a um espetáculo sozinhos. o que eles não imaginavam é que antes de tocar o terceiro sinal eles se deparariam com o maior amor de suas vidas. samba-canção é uma coreografia concebida a partir de pesquisas sobre os relacionamentos conjugais.

“eu resolvi falar do amor, ao invés de fazer uma peça pesada, inspirada no preconceito. fiquei muito surpreso com a reação das pessoas quando apresentei esta peça em 1999, em salvador. as pessoas torciam para que os personagens ficassem juntos, mesmo a maioria que, eu acredito, reprova o homossexualismo. eu fiquei super emocionado”, confessa.

clênio explica que a peça tem como objetivo geral mostrar através dos movimentos de dança contemporânea, a estória de dois personagens do mesmo sexo que vivem na pele os sintomas do amor. “procuramos fazer um espetáculo de informação direta, onde as cenas relatem a estória que pode ser acompanhada como um pequeno filme. isso dá um bônus diferencial à dança contemporânea tão sempre taxada de complexa. além disso, buscamos com samba-canção promover reflexões acerca da conscientização e respeito das diferenças e opções sexuais”, explica clênio.

ficha técnica
direção coreográfica e interpretação / clênio magalhães
ator convidado / célio martins
textos / edu O. e caio fernando abreu
programação visual / tamaki yonekura
produção / clênio magalhães / célio martins


fotografia / ana clara silva
contate-nos: cleniomagalhaes@gmail.com