vem comigo!



A tendência do século XXI é ser coletiva. Há muitos se discute os guetos, as tribos urbanas no que tange à estética e à ideologia e a cada dia torna-se mais comum o surgimento de coletivos em prol da ecologia, da arte, da liberdade sexual, da política, da religião, da economia, da educação, etc.
Bandos, cardumes, rebanhos, malhadas, trupes, clãs, panelinhas, associações, companhias, grupos, equipes, redes, povos.
A cada dia o ser humano vem se dando conta de que somente através da imitação e transformação dos fenômenos da natureza será possível prevenir um colapso mundial.
Compartilhar.
Dividir.
Distribuir.
Partilhar.
Participar.
Ratear.
Comungar.
Amalgamar.
Com licença, por favor, obrigado, bom dia, boa noite, pois não, não há de quê, sinta se a vontade, seja bem vindo, pode contar comigo, posso?
Arte, saúde e educação.
Arte por ser uma das maneiras mais eficazes de resignificar as relações. Seja na forma de vestir, comer, falar, divertir-se, abrigar-se, organizar-se. É através da idéia de arte que aproximamo-nos ou recuamos dos fenômenos.
Saúde por ser a condição de plenitude da existência. Precisamos de saúde para vencer cada dia, cada etapa da nossa evolução.
Educação para poder aproveitar e compartilhar conhecimentos que tornam melhor a vida no nosso planeta.
Somente através destes será possível.
Adeus aos descuidados, aos mal educados, aos ostráceos.
Ei!
Eu estou aqui!
Vem comigo!
Siga me!
É importante estar atento aos sorrisos, às voltagens, aos intercâmbios, às sutilezas, às levezas, às balizas, aos links, às sinapses, aos corpos e seus conteúdos.
É preciso estar cada vez mais sensível aos encontros e desencontros.
Não uma sensibilidade estável, enrijecida em rótulos de debilidade das margens.
Mas uma sensibilidade capaz de tornar mais organizados os fluxos de entrada e saída dos territórios em que estamos desenvolvendo e inserindo-nos.
Dilatando e contraindo de maneira harmônica e segura os poros das suas membranas.
A arte, a educação e a saúde são mecanismos eficientes para se detectar a qualidade de vida que necessitamos nos dias atuais. Eles se entrelaçam invisivelmente como um campo magnético capaz de sustentar as forças coletivas. São entidades permissivas, cúmplices de relações contratuais destinadas ao bem estar. São suportes para trocas.
São fluidas a partir da primeira largada.
Não dá mais para ser indiferente a elas.
Não dá mais para ser indiferente.
Essas idéias precisam ser comungadas flexivelmente para que os estilos se formem e se transformem através das influências de sua própria circunfluência.
Ei!
Eu estou aqui!
É nisto que eu tenho pensado.
O que você acha?
Vem comigo?

COME WITH ME!


The trend of the century is to be collective. There are many discusses about ghettos, urban tribes, with respect to aesthetics and ideology and every day it become more common the emergence of collectives in favor of ecology, art, sexual freedom, politics, religion, economy, education, etc. Flocks, herds, troupes, clans, cliques, associations, companies, groups, teams, networks, people.
Each day the human comes to realize that only through imitation an transformation phonomena of nature we can prevent a world wid metdown. 
To share.
To split.
To distribute.
To participate.
To apportion.
To commune.
To amalgamate.
Excuse me, please, thank you, good morning, good night,welcome, feel free to share, you can count on me, can I do?
Art, health and education. Art as one of the most effective waysreframe relations. Whether in the form of dress,eat, talk, have fun, shelter, organize themselves. Isthrough the idea of art that we are approaching orretreat of the phenomena.Health because the condition of fullness of life.We need health to win every day, every stepof our evolution.Education in order to enjoy and shareknowledge that make life better in ourplanet.Only through these can be possible.Goodbye to the careless, the uneducated, theostraceous.
Hey! 
I'm here!
Come with me!
Follow me!
It is important to be aware of the smiles, the voltages,exchanges, the subtleties, the lightness, thebeacons, the links, the synapses, the bodies and theircontent.We must be increasingly sensitive to the meetings anddisagreements.Not a stable sensitivity, stiff in labelsdebility of the borders.But sensitivity can become more organizedflows in and out of the territories in whichwe are developing and bringing us.Dilating and contracting in a harmonious and safethe pores in their membranes.Art, education and health are efficient mechanismsto detect the quality of life we needtoday. They are woven invisiblyas a magnetic field capable of sustaining collective forces.
This entities are permissives, accomplices
contractual relations for the well-being. 
They are media for trade.
They are fluid from the first start.
It's impossible to be indifferent to them.
It's impossible to be indifferent.
These ideas need to be shared flexibly to form
styles  through
influences of his own confluences
.Hey!
I'm here!
This is what I thought. 
What do you think? 
Come with me? 



4 comentários:

Marimprovavel disse...

Well, não me sinto certa quanto a tendência de coletividade, mas por arte, saúde e educação (principalmente arte ehehe), eu aceito 'ir com você' :)

clenio disse...

BOM, acho que não temos outra saída, pois fazer arte sozinho? impossível. saber sobre todas as possíveis profilaxias? impossível. dominar todos os conteúdos cognitivos? também pouco provável. os nossos mais célebres gênios seja da física, química, medicina, história, comunicavam se através de cartas e pergaminhos muito úteis. somente através da troca conseguimos evoluir. e para trocar é preciso ter mais que um. como as combinações são infinitas, quanto mais trocarmos, melhor viveremos. querendo ou não estamos sempre inseridos num grupo, ou buscando por eles. que bom que você vem comigo. assim me sinto menos sozinho rs.

Anônimo disse...

parabens pelo blog...
Na musica country VIRGINIA DE MAURO a LULLY de BETO CARRERO vem fazendo o maior sucesso com seu CD MUNDO ENCANTADO em homenagem ao Parque Temático em PENHA/SC. Asssistam no YOUTUBE sessão TRAPINHASTUBE, musicas como: CAVALEIRO DA VITÓRIA, MEU PADRINHO BETO CARRERO, ENTRE OUTRAS...
VIRGINIA DE MAURO a LULLY é o sonho eterno de BETO CARRERO e a mão de DEUS.

clenio disse...

mr. anonymous,
you can fight or flight!
thanks!